Textos

Publicado por Marcelo Soares Souza em 29 de Agosto de 2012 licenciado sobre Creative Commons 3.0 Brasil

Logo Diaspora Social NetworkOriginalmente: http://h-online.com/-1677021

A rede social Diaspora, concebida como uma alternativa aberta e livre ao "consumidor" de dados pessoais e privados Facebook, se tornara um projeto orientado a comunidade. O Diaspora foi lançado a dois anos atrás por quatro estudantes da Universidade de Nova Iorque, Ilya Zhitomirskiy, Daniel Grippi, Maxwell Salzberg e Raphael Sofaer, através de uma campanha de crowdfunding do KickStarter. Após o amadurecimento do desenvolvimento da ferramenta e da criação de uma rede, os fundadores remanescentes anunciaram que irão entregar o controle do projeto a comunidade numa transição realizada em estágios.
 
O plano para entregar o projeto para a comunidade parece ter sido desenvolvido antes dos fundadores terem participado, no verão, de uma startup. Em uma entrevista para a Bloomberg, antes de irem para a Y-Combinator, eles falaram sobre os planos para tornar a condução do projeto do Diaspora aberto ao público.
 
"Como um Projeto de Software Social e Livre, nos temos a obrigação de levar este projeto adiante, pelo bem da comunidade que se formou em torno deste" disse Grippi e Salzberg, que dizem que continuarão envolvidos no projeto. O projeto do Diaspora é baseado em torno de "pods", os pods são servidores independentes onde os usuários podem compartilhar ou se tornarem usuários únicos destes, também podem criar conexões com outros usuários e seus pods.
 
Como os servidores rodam independentes, os usuários tem maior controle sobre seus dados pessoais, especialmente comparado ao Facebook que regularmente revisa suas regras sobre privacidade e permissões. De acordo com estatísticas do projeto, existem 125 pods rodando com mais de 381,649 usuários e 1,856,969 de conexões entre eles.
 
A transição para a comunidade começou com a abertura do projeto Pivotal Tracker, usado para rastrear histórias (postagens) dos usuários. Os desenvolvedores também lançaram uma ferramenta que permite que o Diaspora seja instalado através de apenas um click no serviço de host Heroku. A mudança para um projeto orientado a comunidade será conduzido por Sean Tilley, gerente da comunidade aberta para o Diaspora. Salzberg e Grippi estarão trabalhando no seu projeto recentemente lançado makr.io.
 
--
Conheça o Pod da Rede Social Diaspora juntaDados
https://diaspora.juntadados.org/users/sign_up

--

Tag(s): Software Livre Diaspora Redes Sociais Livres

É preciso esta logado para comentar