Textos

Publicado por Marcelo Soares Souza em 24 de Dezembro de 2012 licenciado sobre Creative Commons 3.0 Brasil

Logo Tux WorkerOriginalmente: http://h-online.com/-1774113

Linus Torvalds anunciou o primeiro pré-lançamento da versão 3.8 do Kernel Linux, disponibilizando-o na "noite mais longa do ano". Conforme relatado, este inclui suporte ao sistema de arquivo Flash-Friendly File System (F2FS), que foi projetado para dispositivos de armazenamento flash tais como pendrive, cartões de memória e dispositivos de armazenamento interno como o de câmeras, tablets e smartphones.

Os desenvolvedores também adicionaram um grande número de funções ao núcleo desenvolvido sobre o nome "balancenuma". Esta mudança possibilita que futuros kernels mantenham, automaticamente, processos e áreas de memória próximas umas das outras. Isto é importante para um melhor desempenho em sistemas multiprocessado com NUMA (Non-Uniform Memory Access). Outras melhorias devem ser adicionados no Linux 3.9, e versões posteriores, e irão melhorar significativamente este posicionamento automatizado que serão construídos sobre as fundações do 3.8.

O código para "huge zero page", que pode reduzir o uso de memória em algumas configurações, também foi adicionado. A extensão kmem para o controlador cgroup de "memória" pode ser utilizado agora para limitar, pelo kernel, a memória usada por processos em um grupo. Configurando de forma apropriada estes limites possibilitam ao kernel manter o controle sobre qualquer fork bombs executado da linha de comando.

A adição de suporte inline de dados significa que o sistema de arquivos Ext4 agora é capaz de armazenar arquivo muito pequenos junto com os registros inode, assim salvando espaço de armazenamento. Ao kernel também foi dado um driver simples para núcleos gráficos da família Tegra da NVIDIA. O código para as funções de aceleração oferecidas por estes chips, que estão sendo co-desenvolvidas pela NVIDIA, porém ainda não foram integradas ao kernel.

Para simplificar a manutenção e o desenvolvimento futuro, os desenvolvedores do kernel removeram o suporte para processadores Intel 386 e relacionados. Os processadores 486 e outros x86-32 irão continuar sendo suportados.

Como de costume o primeiro lançamento da nova versão do Linux, vem após o fechamento da "merge window" onde a maior parte das mudanças foram incorporadas dentro do principal branch de desenvolvimento do Linux. A próxima fase, de estabilização, irá incluir basicamente correções para as novas funcionalidades ou sobre regressões que ocorrerem durante os testes. Detalhes ou informações sobre mudanças serão informadas na série de artigos "Em Breve no Kernel Linux".

Tag(s): Kernel Linux Software Livre Desenvolvimento

É preciso esta logado para comentar